Notícias e Artigos

Trabalhamos com todos os tipos de pesquisas, sempre oferecendo ao cliente a melhor alternativa existente para cada demanda.

Notícias, Notícias e Artigos

Mesmo com Lei Seca, 26% dos motoristas admitem dirigir embriagados, segundo pesquisa

lata

Levantamento aponta ainda que 47% dos entrevistados acham o álcool não prejudicial.

Uma pesquisa feita pelo Detran-SP (Departamento Estadual de Trânsito) no mês de julho deste ano mostra que 26,6% dos mostoristas entrevistados dirige mesmo após ingerir bebida alcóolica. O resultado equivale a uma a cada quatro pessoas que saem para se divertir à noite na capital paulista.

O levantamento aponta também que 47,7% dos condutores, que confessaram dirigir embrigadados, disseram acreditar que o álcool não os prejudica, o que respresenta uma falta de percepção de risco em relação a bebida e direção, segundo o órgão.

A pesquisa do departamento mostra ainda que 22% dos motoristas declararam nunca ter se envolvido em acidentes e afirmaram ser bons motorista. Entre os argumentos para justificar esse comportamento, 69,7% disse que faz isso por não ter opção e 34,1% por morar perto do local.

Entre os entrevistados, 35,7% frequenta bares e restaurantes de três a cinco vezes por mês, na maioria das vezes às sextas (85,2%) e aos sábados (95,7%). Na capital, as regiões mais frequentadas à noite são Pinheiros/Vila Madalena (60,6%), Jardins/Paulista/Paraíso (49,3%), Baixo Augusta (37,2%), Moema/Ibirapuera/Vila Nova Conceição (34,5%) e centro (34,2%).

O carro particular é o transporte mais utilizado pelos motoristas, com 62,6% do total. Seguem na lista a carona, com 51,1%, o Metrô, com 46,5%), o ônibus, com  34,9%, e o e táxi, com 34,1%. Ao chegar ao local desejado, 76,3% afirmou consumir álcool. A pesquisa foi elaborada com apoio da Assessoria de Inovação em Governo da Secretaria Estadual de Planejamento e Desenvolvimento Regional. Foram entrevistadas 640 pessoas da capital e da região metropolitana, por meio de um questionário online.

Os números foram apresentados nesta quarta-feira (18), na abertura da Semana Nacional de Trânsito 2013, em evento no Palácio dos Bandeirantes. Além dessa atividade, rodovias, ruas e avenidas de São Paulo também recebem ações sobre o trânsito. Este ano, o tema é a relação entre álcool, outras drogas e a segurança viária.

Programa Direção Segura

Para tentar diminuir o índice de acidentes nas vias da capital, o Detran-SP criou o Programa Direção Segura no Carnaval deste ano.Desde o lançamento, foram realizados 7,9 mil testes de etilômetro em todo o Estado. Ao todo, 833 pessoas foram autuadas por embriaguez ao volante. Dessas, 184 responderão por crime de trânsito, segundo o órgão.

Os motoristas abordados nas blitze e que têm resultado zero na detecção de álcool recebem um kit, com folder explicativo, “bafômetro” descartável, porta lixo para carro, adesivos, chaveiro e caneta, com o slogan da campanha “São Paulo pela vida”.

O Detran ressalta que motoristas com resultado até 0,33 no etilômetro recebem multa de R$ 1.915,40, sete pontos na CNH (Carteira Nacional de Habilitação) e respondem a processo administrativo para ter a carteira suspensa por um ano. A partir de 0,34, o condutor recebe as mesmas penalidades e também responderá na Justiça por crime de trânsito.

Fonte: R7

Tags:, , ,

Leia também

  • 04/07/2017 - Millennials e empreendedorismo

    Pesquisa do Instituto AGP revela expectativas dos millennials em relação ao futuro e como eles enxergam o empreendedorismo.   A geração millennial, composta por jovens nascidos entre 1980 e 2000, possui características e anseios diferentes das gerações anteriores, principalmente no [Leia mais]

  • 04/07/2017 - Hábitos de compra da população com mais de 60 anos

    Instituto AGP revela hábitos de compra da população acima de 60 anos.       Com o aumento do número de idosos no Brasil, se torna cada vez mais importante conhecer e entender os hábitos e comportamentos dessa faixa da população. Pensando nisso, o Instituto AGP, real [Leia mais]

  • 04/07/2017 - Sono dos Paulistanos

    Pesquisa do Instituto AGP revela como o paulistano tem dormido.     Pesquisa realizada com mais de 400 moradores da cidade revelou os hábitos de sono dos paulistanos e mostra resultado preocupante: 60% dos habitantes da cidade dorme menos de 7 horas por noite, ou seja, menos do q [Leia mais]

Últimas notícias

Metodologias

Trabalhamos com todas as metodologias disponíveis para a coleta de informações, e certamente uma delas é a adequada para a sua necessidade.