Notícias e Artigos

Trabalhamos com todos os tipos de pesquisas, sempre oferecendo ao cliente a melhor alternativa existente para cada demanda.

Notícias, Notícias e Artigos

USP tem 78,7% de calouros brancos e 2,4% de negros, diz pesquisa

alunos USP

Pesquisa mostra que apenas 22% dos ingressantes fizeram escola pública.
Universidade estuda política de reserva de vagas para cotistas.

Dos quase 11 mil calouros que se matricularam nos cursos da Universidade de São Paulo (USP) este ano após aprovação no vestibular da Fuvest, 78,7% são brancos e 2,4% são negros, segundo pesquisa divulgada nesta sexta-feira (3) pela Fuvest. O estudo aponta 11,3% de calouros pardos, 7,5% amarelos (orientais), e 0,2% indígenas. A pesquisa mostra ainda que 62,9% fizeram escola particular e 22% cursaram o ensino médio em escolas públicas.

A pesquisa mostra que ao final de todas as chamadas, 8.635 candidatos se autodeclararam brancos na inscrição para o vestibular. O curso com o maior índice de calouros brancos foi psicologia em Ribeirão Preto, com 95,5%, e o menor foi o de Saúde Pública (43,2%).

Um total de 1.242 pardos entraram na USP, o maior percentual foi registrado no curso de licenciatura em geociências e educação ambiental, com 29,1%. Dois cursos não tiveram calouros pardos: editoração e terapia ocupacional.

Ainda segundo o estudo, 260 calouros autodeclarados negros se matricularam na USP. O maior índice foi no curso de saúde pública (18,1%). Um total de 33 cursos não tiveram pretos matriculados, entre eles os cursos de medicina, engenharia civil e publicidade e propaganda, os três mais concorridos do vestibular.

A USP recebeu ainda 818 calouros da cor amarela (origem oriental) e 20 indígenas.

Desempenho por raça

A pesquisa revela ainda que o maior “aproveitamento” no quesito cor/raça foi dos candidatos autodeclarados amarelos, com 37% de aprovação entre o total de inscritos desta raça. Já entre os brancos, 23,2% dos que prestaram o vestibular se matricularam na USP. Os pardos tiveram 15,5% de aprovação, os indígenas 14,8%, e os negros, 10,2%.

Segundo a pesquisa, 120 mil candidatos do vestibular Fuvest 2013 eram brancos (75,6%); 23,6 mil eram pardos (14,8%); 8,4 mil amarelos (5,3%); 6,5 mil negros (4,1%); e 352 indígenas (0,2%).

Escola particular x pública
Ainda segundo o estudo, a maioria dos calouros da USP (62,9%) fez todo o ensino médio em escola particular, e 22% fez todo o ensino médio em escola pública. O governo do estado de São Paulo prepara um programa de reserva de 50% das vagas da USP, Unesp e Unicamp para alunos oriundos de escolas públicas. O tema está em discussão nos conselhos universitários da USP e Unicamp. A Unesp já se pronunciou a favor da reserva de vagas.

 Fonte: Globo – G1

Tags:, , ,

Leia também

  • 04/07/2017 - Millennials e empreendedorismo

    Pesquisa do Instituto AGP revela expectativas dos millennials em relação ao futuro e como eles enxergam o empreendedorismo.   A geração millennial, composta por jovens nascidos entre 1980 e 2000, possui características e anseios diferentes das gerações anteriores, principalmente no [Leia mais]

  • 04/07/2017 - Hábitos de compra da população com mais de 60 anos

    Instituto AGP revela hábitos de compra da população acima de 60 anos.       Com o aumento do número de idosos no Brasil, se torna cada vez mais importante conhecer e entender os hábitos e comportamentos dessa faixa da população. Pensando nisso, o Instituto AGP, real [Leia mais]

  • 04/07/2017 - Sono dos Paulistanos

    Pesquisa do Instituto AGP revela como o paulistano tem dormido.     Pesquisa realizada com mais de 400 moradores da cidade revelou os hábitos de sono dos paulistanos e mostra resultado preocupante: 60% dos habitantes da cidade dorme menos de 7 horas por noite, ou seja, menos do q [Leia mais]

Últimas notícias

Metodologias

Trabalhamos com todas as metodologias disponíveis para a coleta de informações, e certamente uma delas é a adequada para a sua necessidade.