Notícias e Artigos

Trabalhamos com todos os tipos de pesquisas, sempre oferecendo ao cliente a melhor alternativa existente para cada demanda.

Notícias, Notícias e Artigos

Veja pesquisa completa do Ibope sobre os manifestantes

perfil manifestante

Uma pesquisa nacional feita pelo Ibope, com exclusividade para o Fantástico, revela quem são e o que querem os manifestantes que ocuparam as ruas do Brasil.

Os principais números da pesquisa foram mostrado no Fantástico de domingo (23), em quatro reportagens:

- Transporte e política são principais razões de manifestações, diz pesquisa
- Pesquisa mostra que 46% nunca tinham participado de manifestações
- Para 57% dos entrevistados pelo Ibope, polícia agiu de forma muito violenta
- Segundo pesquisa, 94% acham que reivindicações serão atendidas


Leia a seguir os resultados completos e mais informações sobre a pesquisa:

A pesquisa foi feita nas capitais de sete estados (SP, RJ, MG, RS, PE, CE, BA) e em Brasília na quinta-feira, dia 20. Foram entrevistados 2002 manifestantes com 14 anos ou mais, com margem de erro de 2 pontos percentuais para mais ou para menos.

Segundo o Ibope, as entrevistas foram feitas por uma equipe de entrevistadores treinada para abordagem deste tipo de público.

A principal pergunta, sobre as razões das manifestações, teve respostas espontâneas. Ou seja, os pesquisadores não indicaram alternativas a serem respondidas. Os manifestantes entrevistados citaram três reivindicações para estarem nos protestos e os dados foram tabulados de duas formas: considerando apenas a primeira resposta e levando em conta as três dadas.

1- RAZÕES DAS MANIFESTAÇÕES (apenas a 1ª razão dada)

Quais são as reivindicações que levaram você a participar das manifestações? Sendo considerada apenas a primeira resposta dada:

TRANSPORTE PÚBLICO: 37,6%
- Contra o aumento/ a favor da redução: 27,8%
- Precariedade/ a favor da melhoria do sistema: 7,7%
- Aumento de veículos/ frotas: 1,0%
- Desconforto na viagem: 0,9%
- Passe livre para estudantes/ desempregados: 0,3%

AMBIENTE POLÍTICO: 29,9%

- Contra a corrupção/ desvios de dinheiro público: 24,2%
- Necessidade de mudança: 2,1%
- Insatisfação com governantes em geral: 1,9%
- Insatisfação com políticos em geral: 1,1%
- Contra partidos/ sistema partidários/ brigas partidárias: 0,1%
- Saída de Renan Calheiros: 0,1%
- Contra o Deputado Marco Feliciano/ Contra o projeto Cura Gay: 0,4%
- Fim da impunidade dos políticos/ fim do fórum privilegiado/ ficha limpa: 0,1%

GASTOS COM A COPA DO MUNDO/ DAS CONFEDERAÇÕES: 4,5%

- Desvios de dinheiro: 1,6%
- Gastos acima do orçamento: 1,2%
- Dinheiro que poderia ser gasto com outras coisas mais importantes: 1,8%

SAÚDE: 12,1%

- Melhorias/ Assuntos relacionados à Saúde: 12,2%
- Contra o Ato Médico: 0,0%

REAÇÃO À AÇÃO VIOLENTA DA POLÍCIA: 1,3%

- Contra à ação violenta da polícia: 0,8%
- Em apoio ao movimento: 0,2%
- Pelo direito de reinvindicação: 0,2%

JUSTIÇA/ SEGURANÇA PÚBLICA: 1,3%

- Por melhorias/ Assuntos relacionados à Segurança Pública: 1,1%
- Melhorias na justiça/ Mudanças no código penal: 0,1%
- Contra a violência s/e: 0,1%

EDUCAÇÃO: 5,3%

- Melhorias/ Assuntos relacionados à Educação: 5,3%

CONTRA A PEC 37: 5,5%

POR DIREITOS E DEMOCRACIA: 0,6%
- Luta por um país melhor: 0,4%
- Justiça Social/ Igualdade/ Contra a Desigualdade Social: 0,1%
- Respeito a cidadania/ Direito a cidade: 0,1%

ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA: 0,8%

- Pela redução de impostos/ Reforma tributária: 0,5%
- Contra o aumento da inflação: 0,2%
- Por licitações públicas transparentes: 0,1%
- Falta de investimentos no país/ falta de infraestrutura das cidades: 0,0%

OUTRAS CAUSAS ESPECÍFICAS COM MENOS DE 1%: 0,8%

- Falta de ciclovias: 0,1%
- Melhorias/ Assuntos relacionados à moradia: 0,1%
- Luta pelos direitos indígenas: 0,1%
- Luta contra o preconceito/ Racismo: 0,1%
- Aumento de salários/ Salário dos aposentados/ professores: 0,2%
- Luta contra o capitalismo: 0,1%
- Pela ideologia de esquerda: 0,1%
- Contra o Controlar: 0,1%

NENHUM: 0,1%


NÃO RESPONDEU: 0,2%

 

2- RAZÕES DAS MANIFESTAÇÕES (soma das 3 razões)

Quais são as reivindicações que levaram você a participar das manifestações? Quando somadas as três razões indicadas pelos manifestantes para estarem nos protestos:

TRANSPORTE PÚBLICO: 53,7%
- Contra o aumento/ a favor da redução: 40,5%
- Precariedade/ a favor da melhoria do sistema: 14,0%
- Aumento de veículos/ frotas: 4,3%
- Desconforto na viagem: 3,6%
- Mais transparência na área de transporte público: 0,1%
- Passe livre para estudantes/ desempregados: 0,5%

AMBIENTE POLÍTICO: 65,0%

- Contra a corrupção/ desvios de dinheiro público: 49,0%
- Necessidade de mudança: 11,4%
- Insatisfação com governantes em geral: 9,9%
- Insatisfação com políticos em geral: 7,8%
- Contra partidos/ sistema partidários/ brigas partidárias: 0,2%
- Saída de Renan Calheiros: 0,8%
- Contra o Deputado Marco Feliciano/ Contra o projeto Cura Gay: 1,8%
- Fim da impunidade dos políticos/ fim do fórum privilegiado/ ficha limpa: 0,4%
- Contra o salário dos políticos: 0,4%
- Mensalão/ Reivindicar prisão dos condenados: 0,5%
- Voto secreto: 0,0%

GASTOS COM A COPA DO MUNDO/ DAS CONFEDERAÇÕES: 30,9%

- Desvios de dinheiro: 13,8%
- Gastos acima do orçamento: 7,7%
- Dinheiro que poderia ser gasto com outras coisas mais importantes: 12,4%
- Contra a Copa: 0,2%

SAÚDE: 36,7%

- Melhorias/ Assuntos relacionados à Saúde: 36,6%
- Contra o Ato Médico: 0,2%

REAÇÃO À AÇÃO VIOLENTA DA POLÍCIA: 4,1%

- Contra à ação violenta da polícia: 3,0%
- Em apoio ao movimento: 0,3%
- Pelo direito de reinvindicação: 0,8%
- Contra abuso de autoridades: 0,1%

JUSTIÇA/ SEGURANÇA PÚBLICA: 10,2%

- Por melhorias/ Assuntos relacionados à Segurança Pública: 9,5%
- Melhorias na justiça/ Mudanças no código penal: 0,7%
- Contra a violência s/e: 0,1%
- Contra o sistema carcerário: 0,0%

EDUCAÇÃO: 29,8%

- Melhorias/ Assuntos relacionados à Educação: 29,9%

CONTRA A PEC 37: 11,9%

POR DIREITOS E DEMOCRACIA: 1,8%
- Luta por um país melhor: 0,6%
- Justiça Social/ Igualdade/ Contra a Desigualdade Social: 0,8%
- Respeito a cidadania/ Direito a cidade: 0,5%
- Luta pela democracia: 0,1%

ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA: 2,9%

- Pela redução de impostos/ Reforma tributária: 1,6%
- Contra o aumento da inflação: 0,6%
- Por licitações públicas transparentes: 0,1%
- Falta de investimentos no país/ falta de infraestrutura das cidades: 0,4%
- Contra o descaso no serviço público: 0,1%
- Contra a máquina estatal: 0,2%

OUTRAS CAUSAS ESPECÍFICAS COM MENOS DE 1%: 2,7%
- Falta de ciclovias: 0,1%
- Melhorias/ Assuntos relacionados à moradia: 0,3%
- Luta pelos direitos indígenas: 0,1%
- Luta contra o preconceito/ Racismo: 0,6%
- Aumento de salários/ Salário dos aposentados/ professores: 0,8%
- Liberação da maconha/ Apoio à PL 7663: 0,1%
- Melhorias/ assuntos relacionados ao meio ambiente/ Sustentabilidade: 0,2%
- Luta pela Reforma agrária: 0,0%
- Luta contra o capitalismo: 0,1%
- Solucionar problema da seca: 0,0%
- Pela ideologia de esquerda: 0,1%
- Contra o Controlar: 0,1%
- Contra Privatizações: 0,1%
- Para tirar religiosos do Congresso: 0,0%
- Diminuição do desemprego: 0,1%
- Contra as leis do aborto: 0,1%

NENHUM: 0,1%

NÃO RESPONDEU: 0,2%

 

3- PERFIL DOS ENTREVISTADOS

Sexo:
- Masculino: 50%
- Feminino: 50%

Idade:
- 14 a 24 anos: 43%
- 25 a 29 anos: 20%
- 30 a 39 anos: 18%
- 40 ou mais anos: 19%

Escolaridade:
- Até colegial iniciado: 8%
- Colegial completo ou ensino superior iniciado: 49%
- Superior completo: 43%

Em relação à renda:
- 15% têm renda familiar até 2 salários mínimos;
- 30% têm renda familiar acima de 2 até 5 salários mínimos;
- 26% têm renda familiar acima de 5 até 10 salários mínimos;
- 23% têm renda familiar acima de 10 salários mínimos;
- 6% não responderam.

Em relação à função remunerada:
- 76% trabalham;
- 24% não trabalham.

- 52% estudam;
- 48% não estudam.

 

4- PARTICIPAÇÃO EM OUTRAS MANIFESTAÇÕES

E antes dessas manifestações iniciadas no começo do mês de junho, você já tinha participado de alguma outra manifestação de rua?
- Sim: 54%
- Não: 46%

 

5- COMO SOUBE

Como você soube da manifestação de quinta (20):
- Amigos e colegas: 28%
- Base do movimento: 3%
- Facebook: 62%
- Familiares: 3%
- Internet – outros meios: 29%
- Jornais impressos: 4%
- Jornais online: 3%
- Radio: 4%
- TV: 14%
- Twitter: 1%

 

6- COMO SE MOBILIZOU

Você se mobilizou para as manifestações através das redes sociais como facebook e twitter?
- Facebook: 77%
- Twitter: 1%
- Os dois: 8%
- Não se mobilizou através de redes: 13%

Você utilizou alguma rede social para convocar outras pessoas para esta manifestação?
- Sim: 75%
- Não: 25%

Você veio sozinho ou acompanhado a esta manifestação? Por quem?
- Namorado(a); Marido/ Mulher: 11%
- Amigo ou colega: 65%
- Filho (s): 4%
- Pai/Mãe: 2%
- Irmão ou outros parentes: 8%
- Veio sozinho: 22%

 

7- ATUAÇÃO DA POLÍCIA

E pensando na atuação da polícia para conter as manifestações, você diria que de modo geral a polícia:
- Agiu com muita violência: 57%
- Com violência, mas sem exageros: 24%
- Agiu sem violência: 15%
- Não sabe/ Não respondeu: 4%

 

8- DEPREDAÇÕES

Qual destas frases melhor representa a sua opinião em relação a depredações de bens públicos e privados em manifestações?
- As depredações são sempre justificadas em uma manifestação, independente das circunstâncias: 5%
- As depredações são justificadas somente em certas circunstâncias: 28%
- As depredações nunca são justificadas, independente das circunstâncias de um protesto: 66%
- Não sabe: 1%

 

9 – RESULTADOS DOS PROTESTOS

Você acha que essas manifestações vão conseguir promover as mudanças que você reivindica?
- Sim: 94%
- Não: 6%

 

10 – QUEM DEVE PAGA A REDUÇÃO DAS TARIFAS

A redução de tarifas de transportes exigirá dinheiro de algum lugar para pagar os custos. Quem você acha que deve pagar essa conta: o governo ou os empresários?
- O Governo: 46%
- Os empresários: 29%
- Os dois: 21%
- Nenhum dos dois: 3%
- Não sabe: 1%

 

11 – O QUE FARIA ALÉM DE PROTESTAR

Os protestos são um alerta sobre os descontentamentos da população. Além de protestos, o que mais você faria para mudar isso?
- Não votaria em candidato corrupto: 82%
- Entraria na Justiça: 11%
- Faria boicotes contra os preços elevados: 32%
- Nenhuma destas opções: 4%
- Não sabe: 1%

 

12 – POLÍTICA

Quando se trata de política, você diria que tem:
- Muito interesse: 61%
- Interesse médio: 28%
- Pouco interesse: 6%
- Nenhum interesse: 5%
- Não sabe/ Não respondeu: 0%

Você se sente representado por algum político brasileiro?
- Sim: 17%
- Não: 83%

Você acha que algum partido político representa você?
- Sim: 11%
- Não: 89%

Você é filiado a algum partido político?
- Sim: 4%
- Não: 96%

Você é filiado a algum sindicato, entidade de classe ou entidade estudantil?
- Sim: 14%
- Não: 86%

Você votou nas eleições de 2012?
- Sim: 80%
- Não: 19%
- Não lembra se votou: 1%

Você se lembra em quem votou para Prefeito em 2012?
- Sim: 91%
- Não: 9%

Você votou nas eleições de 2010?
- Sim: 73%
- Não: 26%
- Não lembra se votou: 1%

Você se lembra em quem votou para Governador em 2010?
- Sim: 89%
- Não: 11%

Você se lembra em quem votou para Presidente em 2010?
- Sim: 95%
- Não: 5%

Fonte: G1-Globo / IBOPE

Tags:, , , ,

Leia também

  • 04/07/2017 - Millennials e empreendedorismo

    Pesquisa do Instituto AGP revela expectativas dos millennials em relação ao futuro e como eles enxergam o empreendedorismo.   A geração millennial, composta por jovens nascidos entre 1980 e 2000, possui características e anseios diferentes das gerações anteriores, principalmente no [Leia mais]

  • 04/07/2017 - Hábitos de compra da população com mais de 60 anos

    Instituto AGP revela hábitos de compra da população acima de 60 anos.       Com o aumento do número de idosos no Brasil, se torna cada vez mais importante conhecer e entender os hábitos e comportamentos dessa faixa da população. Pensando nisso, o Instituto AGP, real [Leia mais]

  • 04/07/2017 - Sono dos Paulistanos

    Pesquisa do Instituto AGP revela como o paulistano tem dormido.     Pesquisa realizada com mais de 400 moradores da cidade revelou os hábitos de sono dos paulistanos e mostra resultado preocupante: 60% dos habitantes da cidade dorme menos de 7 horas por noite, ou seja, menos do q [Leia mais]

Últimas notícias

Metodologias

Trabalhamos com todas as metodologias disponíveis para a coleta de informações, e certamente uma delas é a adequada para a sua necessidade.