Qualitativa x Quantitativa

Qualitativa x Quantitativa: qual você deve usar?

Autor: Aecio
Categorias
Data:

Qual é a metodologia recomendada para sua necessidade?

 

Quando o assunto é Pesquisa de Mercado, existe uma antiga e polêmica discussão. Qualitativa x Quantitativa: qual você deve usar?

Essa polêmica já foi tratada como ‘Fla-Flu’ dentro do mundo da pesquisa. Foi tema de longos debates entre profissionais de exatas e humanas, com cada perfil defendendo a sua metodologia preferida. Entretanto essa fase felizmente ficou no passado, hoje há muita clareza sobre a importância e o papel de cada uma na Pesquisa de Mercado.

“A AGP Pesquisas iniciou a sua trajetória apenas com Pesquisa Quantitativa, até pela nossa formação acadêmica. Mas ao longo do tempo os próprios clientes demandaram Pesquisas Qualitativas, e percebemos a importância de oferecer uma solução completa aos nossos clientes.” afirma Antonio Perina, Diretor Comercial da AGP Pesquisas. “O nosso cliente não quer saber a nossa formação. Ele quer ter a sua dor solucionada por nós.” 

 

Pesquisa Quantitativa: pontos positivos e negativos

Pesquisa Quantitativa

Utiliza-se a Pesquisa Quantitativa em casos onde há um conhecimento elevado do contexto do mercado, e assim podemos ser mais assertivos nas questões de interesse, como por exemplo – “Quem você vai votar para prefeito?”. Já se conhece o contexto da eleição, os principais candidatos, e o eleitor deve indicar sua preferência. Esse tipo de pesquisa tem como objetivo identificar numericamente as preferências da população, e com uma amostragem robusta e bem distribuída, é possível quantificar quais candidatos têm maior chance de vitória.

Entre as principais dificuldades da metodologia estão o risco elevado de uma amostragem mal feita, que pode levar a conclusões errôneas. Além disso, em situações onde há pouca convicção por parte dos eleitores, o cenário fica imprevisível, com oscilação elevada dos números, dificultando a identificação de tendência dos resultados.

 

Pesquisa Qualitativa: pontos positivos e negativos

A Pesquisa Qualitativa é útil nas situações onde há pouco conhecimento do contexto do mercado, e precisamos investigar com maior profundidade as motivações do público, como por exemplo – “Por quê você vai votar no candidato X para prefeito?”. Por mais que se conheça o contexto da eleição, não é claro o que direciona a intenção de voto. Pensando nisso, para construir a plataforma de governo (e os discursos), é feita uma investigação dos pontos de maior necessidade da população, e o que faria com que a mesma direcionasse seu voto para determinado candidato.

“Associamos o período eleitoral às pesquisas quantitativas, entretanto os candidatos têm focado seus esforços e recursos nas pesquisas qualitativas para direcionar o seu plano de governo” afirma Gustavo Okuyama, Diretor de Inteligência da AGP Pesquisas.

 

Voltando a nossa pergunta de origem – Qualitativa x Quantitativa: qual você deve usar? – os diretores da AGP não ficam em cima do muro: “De preferência, utilize ambas! (risos)… Brincadeiras à parte, acreditamos que a combinação de ambas seria a melhor solução. Se pudermos resumir em uma dica – se você está iniciando uma investigação sobre determinado mercado, vá primeiro com uma Pesquisa Qualitativa. Caso você conheça o seu negócio e precisa decidir entre dois ou três potenciais caminhos, recomendamos a Pesquisa Quantitativa.”

Se você ainda ficou em dúvida sobre qual caminho seguir, entre em contato com a AGP Pesquisas que te ajudaremos a encontrar a melhor solução!